Obrigatoriedade da NFC-e em Alagoas

Obrigatoriedade da NFC-e em Alagoas

No empreendedorismo algumas tecnologias vieram para melhorar a nossa vida. São várias as facilidades que novas plataformas trouxeram às empresas de todos os tamanhos, agilizando processos, diminuindo burocracias e custos. No que se refere a notas fiscais, há uma nova modalidade que será obrigatória até o final do ano e que pretende ajudar tanto empresas, como consumidores.

O que é a NFC-e?

Em novembro de 2013, o projeto da Nota Fiscal de Consumidor eletrônica surgiu em âmbito nacional, tendo como objetivo: implantar um modelo de documento fiscal único em todo o país e substituir as emissões de papéis, sem perder a validade jurídica.

Qual é a importância da NFC-e?

O objetivo da NFC-e é facilitar a vida de muitos lojistas e comerciantes ao permitir que a nota fiscal seja emitida pela internet.

Portanto, não há necessidade de utilizar uma impressora fiscal. Se o cliente solicitar a cópia do documento, você pode fazer a impressão em um equipamento comum.

Além disso, a NFC-e possui outros benefícios para os empreendedores de Alagoas:

  • Não há obrigatoriedade da utilização de uma impressora fiscal.
  • Não necessita de homologação de hardware ou software.
  • Não precisa de intervenções técnicas.
  • Permite que a emissão de NFC-e seja automatizada.
  • Reduz custos com compra de papéis e espaço para armazenamento.
  • Transmite em tempo real ou online a NFC-e para o sistema da Sefaz.
  • Há a possibilidade de expansão de pontos de vendas no estabelecimento sem a necessidade de autorização do Fisco.
  • Integra com plataformas de vendas físicas e virtuais.
  • Cliente pode consultar as notas diretamente no portal da Sefaz.
  • Consumidor pode receber o Danfe da NFC-e resumido por email ou SMS.
  • Segurança nas transações realizadas.
  • Diminuição de sonegação de impostos, já que a Sefaz terá acesso aos documentos fiscais em tempo real.

Obrigatoriedade da NFC-e em Alagoas

A NFC-e em Alagoas já é obrigatória para alguns contribuintes e até outubro de 2018, todos deverão utilizar esse modelo de nota fiscal.

Confira o calendário:

A partir de 1º de outubro de 2016: 
– Contribuintes que tenha receita bruta igual ou superior a R$15 milhões no ano anterior.
– Contribuintes em início de atividade com expectativa de receita bruta anual superior a R$120 mil.

A partir de 1º de abril de 2017:
– Contribuintes com receita bruta igual ou superior no ano anterior a R$ 7,2 milhões.

A partir de 1º de outubro de 2017:
– Contribuintes com receita bruta igual ou superior no ano anterior a R$3,6 milhões.

A partir de 1º de abril de 2018:
– Contribuintes com receita bruta igual ou superior no ano anterior a R$360 mil.

A partir de 1º de outubro de 2018:
– Para os demais contribuintes, excluindo aqueles que tenham uma receita bruta anual no ano anterior igual ou superior a R$120 mil.

E você ainda não atualizou seu ponto de venda para a NFC-e? Não perca mais tempo, aproveite agora a nossa promoção.
Proposta Facebook-14
Quer saber mais? Entre em contato com a nossa equipe agora mesmo!
avatarDavis
Davis Pereira
Gerente Comercial – Inform Sistemas

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *